segunda-feira, 25 de julho de 2016

No amargo do mate

No amargo do mate,
o suave entardecer.
Visito os meus planos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário eu aceito,
mas a "responsa" é só sua,
sendo correto e bem feito,
ponha o seu bloco na rua!